Descrição Geral do Projeto

É inegável que as pessoas são diferentes e únicas. Assim, é essencial identificar essas diferenças e tentar entender uns aos outros, em todos os níveis, como indivíduos, localmente, nacionalmente e internacionalmente. É através da compreensão que vamos evitar comportamentos racistas inaceitáveis e o bullying. Ser único e diferente torna o mundo colorido. Por isso vamos celebrar em vez de lutar. Vamos respeitar o amor e apoiarmo-nos uns aos outros para vivermos num mundo de paz e harmonia.

O tema é relevante no contexto internacional atual, mas é crucial, uma vez que temos uma grande vaga de imigrantes. Turquia, Roménia, Grécia, Portugal e a Bulgária são países que tentam fazer face e encontrar soluções para os problemas que surgem devido à imigração. Os cinco países deste programa, todos eles a tentar encontrar uma saída para os problemas através da aplicação de vários programas.


Grupo-alvo
  • Pretendemos envolver o maior número possível de alunos, com idades compreendidas entre os 15 e os 18 anos, uma vez que a adolescência é fundamental para desenvolver sentimentos negativos ao longo da vida em relação a outras pessoas com base em pensamentos estereotipados e na discriminação.
  • Pretendemos também dirigir-nos aos professores das nossas escolas e a outros profissionais da escola e psicólogos que ajudarão a usar e a aplicar os resultados localmente, e a torná-los práticas sempre duradouras.

Objetivos
  • Ensinar os alunos a respeitar os outros e a evitar a linguagem ou os comportamentos que geram ódio;
  • Aumentar a sensibilização a nível social e aumentar a tolerância em relação aos imigrantes e refugiados
  • Combater os estereótipos – alargar os nossos conhecimentos sobre o saber-fazer relacionado com a abordagem das questões dos estereótipos e da discriminação nas escolas – incentivar os estudantes a tornarem-se membros ativos de uma sociedade onde os estereótipos e a discriminação são uma realidade, e o bullying não existem
  • Reforçar a relação entre as escolas e as ONG locais que lidam com as mesmas questões

Atividades

Iremos realizar intercâmbio, onde pretendemos ter grupos de 2 professores e 6 alunos:

  • C1- O nosso principal objetivo é ampliar o projeto e planear como agir;
  • C2- Estereótipos e discriminação: estereótipos baseados em nacionalidades, várias formas de discriminação; os efeitos da discriminação, como a xenofobia e a homofobia;
  • C3- Equidade baseada no género e na raça: estudar os efeitos dos estereótipos de género e raça comuns e tentar encontrar formas de os combater;
  • C4- Equidade religiosa: Identificar estereótipos comuns que se relacionam com crenças religiosas;
  • C5- Estereótipos e discriminação na comunidade escolar: como lidamos e encontramos soluções.

Parceria
  • 1st Epaggelmatiko Lykeio Dramas, Grécia;
  • Specialized Secondary school of Natural Sciences and Maths ” Acad. Prof. Dr.Asen Zlatarov”, Bulgária;
  • Colegiul National de Informatica Matei Basarab, Roménia;
  • EPRALIMA_Escola Profissional do Alto Lima, Arcos de Valdevez, Portugal
  • Cahit Zarifoglu Anadolu Imam Hatip Lisesi, Turquia;

Privacy Preference Center