Descrição Geral do Projeto

O projeto “BioS: Competências Digitais em Bioinformática” foi aprovado no Quadro Europeu do Programa Erasmus+ / Alianças de Competências Setoriais. O BioS visa o avanço das competências digitais de médicos, através da conceção, desenvolvimento e implementação de novos currículos profissionais modulares em Bioinformática, bem como competências transversais, respondendo diretamente às necessidades identificadas pelas evidências da pesquisa existente.

A prestação de cuidados de saúde está a passar por mudanças profundas, impulsionada pela biociência e pelos avanços tecnológicos, pelas alterações demográficas e pela mudança nos estilos de vida na Europa, exigindo, assim, que os médicos expandam o seu leque de competências.

Com base nestas evidências, o BioS implementará a conceção, o desenvolvimento e a implementação do VOOC BioS, de acordo com os princípios do QEQ / ECVET / EQAVET, e através do BioS VLE, por referência ao perfil profissional Europeu dos médicos (ESCO-221), visando, em particular, a atualização das suas competências transversais, bem como das competências profissionais específicas (como evidenciado na ESCO) em química médica (análise biomédica), estatística médica, interpretação médica e genética clínica, introduzindo-os no uso da bioinformática para aplicações clínicas. Além disso, o programa de formação conjunta BioS incorpora períodos de aprendizagem baseada no trabalho, oferecendo aos participantes a oportunidade de adquirir experiência prática.

O objetivo é apoiar os médicos no desenvolvimento de conhecimentos, capacidades e competências que lhes permitam enfrentar com eficácia os desafios concomitantes nos sistemas, serviços e políticas da EU, em benefício da saúde dos cidadãos Europeus.

O BioS estabelece uma parceria multidisciplinar, composta por 13 parceiros de 8 Estados-Membros da UE, e desenvolve todos os seus resultados em 9 línguas da UE, garantindo assim um amplo impacto em toda a UE e fora dela, respondendo diretamente à procura de coordenação entre os decisores políticos, provedores de formação e educação e associações de profissionais de saúde, uma vez que produzirá resumos e recomendações de políticas, contribuindo assim para as agendas políticas relevantes a nível nacional e Europeu.


Grupo-alvo

Constituem o grupo-alvo direto do projeto:

  • Médicos e outros Profissionais de Saúde;
  • Bioinformáticos.

Objetivos
  1. Conceber e implementar um programa de formação flexível numa área altamente inovadora como o campo da Bioinformática, contribuindo dessa forma para personalizar previsões, antecipar diagnósticos, melhorar tratamentos e sustentar a tomada de decisão dos médicos;
  2. Conceber e implementar um programa de formação flexível que desenvolverá metodologias e ferramentas de ensino coerentes e adaptadas às necessidades do grupo-alvo, incluindo experiência prática;
  3. Envolver as partes interessadas na exploração do potencial do EFP em temas de ponta para a criação de crescimento e emprego no setor da prestação de cuidados de saúde;
  4. Promover o uso da Bioinformática por médicos em ambiente clínico;
  5. Promover a aplicar os quadros Europeus QEQ, EQAVET e ECVET, que asseguram a qualidade e a melhor transferibilidade dos resultados do projeto.

Atividades

Os objetivos do Projeto BioS serão perseguidos através das seguintes atividades:

  1. Desenvolver currículos modulares inovadores que integrem os mais recentes avanços em Bioinformática para o setor da Saúde e competências transversais que possam ser aplicadas de forma imediata por médicos em contexto clínico.
  2. Desenvolver os currículos modulares de acordo com os quadros QEQ e ECVET.
  3. Reunir médicos, especialistas em bioinformática, educadores e investigadores, bem como decisores políticos Europeus. A plataforma será desenvolvida como um “mundo virtual” que permite aos utilizadores interagirem entre si. Nesta plataforma, os utilizadores podem trocar experiências e seguir lições virtuais.
  4. Implementar o programa de formação do BioS como um VOOC, apoiado pelo EQAVET.
  5. Fornecer aos participantes uma experiência prática.
  6. Contribuir para uma agenda política nacional e Europeia relevante.
  7. Dar continuidade ao trabalho do projeto, após o final do período de financiamento.

O Projeto BioS está organizado em 9 pacotes de trabalho (WP):

  • WP1: Gestão e implementação;
  • WP2: Conceção do currículo, certificação e avaliação;
  • WP3: Desenvolvimento do plano de estudos do currículo e dos materiais educativos (OER);
  • WP4: Desenvolvimento do Ambiente de Aprendizagem Virtual (VLE);
  • WP5: Implementação do programa de formação e dos períodos de aprendizagem baseada no trabalho (WBL) – pelo menos 800 médicos e outros profissionais de saúde participação no Curso VOOC BioS, durante o período de implementação do projeto;
  • WP6: Garantia de Qualidade;
  • WP7: Avaliação;
  • WP8: Disseminação;
  • WP9: Sustentabilidade.

Resultados - Produtos

O principal resultado do projeto é um Curso Profissional Aberto Online BioS (VOOC): “Bioinformática para Médicos”. Este será um curso online destinado a participação ilimitada e acesso aberto via web. É uma forma do Curso Online Massivo Aberto (MOOC), mas focado na formação profissional, tendo em conta as particularidades de ensino e de aprendizagem do EFP. O BioS VOOC implementará a pedagogia BioS, com base em abordagens de aprendizagem colaborativa.

 

O VOOC BioS incluirá os seguintes módulos:

  • Módulo 1: Introdução à Bioinformática
  • Módulo 2: Estatística Computacional para Médicos Clínicos
  • Módulo 3: Serviços Personalizados de Genoma no Atendimento ao Paciente
  • Módulo 4: Melhoria da Qualidade nos Cuidados de Saúde

A “Biblioteca Virtual BioS” será um banco de dados de recursos educativos de acesso livre (OER), que inclui materiais relevantes de cariz científico para o Curso BioS. Incluirá currículos de cursos, manuais, artigos de revistas, documentos e análises de políticas, apresentações de conferências, material de vídeo e áudio, mapas, imagens, links para revistas e outras iniciativas relacionadas, boas práticas relevantes da EU, estudos de casos, etc.

O VOOC BioS terá uma “área de prática”, onde os participantes poderão aceder a casos reais da vida profissional em suporte multimédia, para encorajar, inspirar e envolver os formandos para uma aprendizagem mais célere e eficiente.

Também será desenvolvida uma Comunidade Virtual na qual os utilizadores poderão reunir-se, trocar experiências e participar em atividades de grupo. A Comunidade Virtual BioS reunirá médicos, bioinformáticos, profissionais de educação, formuladores de políticas e o público em geral. Além disso, estará aberta para investigadores que desejem promover os seus resultados. Os utilizadores poderão interagir entre si, através de avatares.


Parceria
  • P1 – Steinbeis University Berlin (SHB), Alemanha
  • P2 – Enios Applications Idiotiki KefalaiouchikiEtaireia (e-NIOS), Grécia
  • 3 – Olympic Training and Consulting LTD (OT), Grécia
  • P4 – Skybridge Partners, Grécia
  • P5 – Bioinformatics Barcelona Association (BIB), Espanha
  • P6 – University of Patras (UPAT), Grécia
  • P7 – European Medical Association (EMA), Bélgica
  • P8 – European Recreation and Health Valley (EUREHVA), Alemanha
  • P9 – BG Klinikum Murnau gGmbH (BGU Murnau), Alemanha
  • P10 – FOR SRL, Itália
  • P11 – HiDucator Ltd (HiDucator), Finlândia
  • P12 – Escola Profissional do Alto Lima, C.I.P.R.L. (EPRALIMA), Portugal
  • P13 – German Oncology Centre (GOC), Chipre

Mais Informações

Privacy Preference Center